Qual o uso?

Todos os campos são obrigatórios

Como fazer o armazenamento de estoque de mercadorias não vendidas pela crise?

Blog 03/06/2020

As 5 melhores dicas para armazenagem de materiais pesadosEmpresas que se planejam e buscam as melhores soluções para armazenamento de mercadorias saem na frente da concorrência. Seu negócio não pode parar

Poucas empresas conseguirão passar ilesas, sem alteração em suas rotinas, durante a crise fruto da pandemia provocada pelo novo coronavírus. Tudo mudou e mudou muito rápido. Porém, na mesma velocidade, é preciso encontrar alternativas para minimizar os prejuízos ou para deixar tudo organizado da melhor forma possível. Um bom exemplo disso é sobre como fazer o armazenamento de estoque de mercadorias não vendidas pela crise. Continue a leitura do post de hoje, aqui no blog da Localbox e veja como é possível adotar um modelo eficiente para estoque de mercadorias.

Armazenamento de mercadorias: dicas para driblar a crise com eficiência

  1. Padronização: é fundamental você padronizar os processos para garantir maior eficiência no armazenamento de mercadorias durante a crise. O ideal é reduzir o número / variedade de classificações, reunindo mercadorias semelhantes dentro da mesma categoria, para criar padronização e facilitar o trabalho.
  2. Locais adequados: faz toda a diferença guardar as mercadorias em locais apropriados. Por exemplo, as mercadorias consideradas perigosas devem ser armazenadas em locais com acesso controlado. O mesmo modelo deve ser aplicado para mercados de alto valor. Já mercadorias perecíveis devem ser guardadas em espaços com refrigeração.
  3. Estoque organizado: além de organizar e padronizar as mercadorias, você também deve olhar com atenção para o próprio espaço. A limpeza é fundamental e o aproveitamento de espaço também. Uma boa dica é conhecer a planta do local e suas principais características de ventilação, piso, paredes e assim por diante.
  4. Tamanho das mercadorias x estoque: não guarde mercadorias pequenas em estoques grandes, ou ao contrário, produtos de grande volume em espaço pequenos. O ideal é buscar o equilíbrio para fazer uma distribuição inteligente das mercadorias.
  5. Fluxo de saída: armazene os produtos que têm mais saída, os que vendem mais, em locais de fácil acesso e manuseio, pois facilitará o trabalho rotineiro das equipes, além de garantir muito mais produtividade no dia a dia. Já as mercadorias que não vendem tanto assim, podem ser armazenadas em espaços mais distantes.
  6. Manuseio: qualidade é fundamental em qualquer segmento do mercado. Isso quer dizer que é preciso olhar com atenção redobrada para o manuseio dos produtos, para evitar que quebrem sempre que forem subtraídos do estoque. Um bom treinamento pode evitar problemas.
  7. Controle informatizado: é ideal que você tenha um sistema para controlar a entrada e saída de mercadorias do estoque, localização de cada item, necessidade de reposição e outros parâmetros. Hoje em dia, muitos aplicativos e sistemas online oferecem funcionalidades bem práticas e que podem ser aplicadas em estoques de diferente natureza.

Guarda estoque: é uma boa ideia?

Sim! Através deste sistema você consegue armazenar muitos tipos de mercadorias durante a crise, podendo incluir e retirar itens sempre que achar interessante para o seu negócio. Entre os principais diferenciais, podemos destacar a possibilidade de alugar boxes com dimensões variadas e por determinados períodos, como por alguns meses ou mesmo durante todo um ano.

Outro ponto é que você mesmo fica com a chave do local, o que reduz consideravelmente a burocracia envolvida. Que tal saber como tudo isso funciona na prática? Fale hoje mesmo com um dos nossos especialistas.