Qual o uso?

    Todos os campos são obrigatórios

    Como a manutenção preventiva em transformadores a óleo pode gerar benefícios a sua empresa?

    Blog, Dicas 14/04/2021

    Para evitar problemas mais graves e prejuízos financeiros e de produtividade, o serviço é sempre uma ótima recomendação. São muitos os benefícios

    Não é segredo algum que uma boa manutenção preventiva em transformadores a óleo pode garantir ótimos resultados para empresas de pequeno, médio ou grande porte. E no post de hoje, aqui no blog da Lorencini Brasil, você vai conferir quais são os principais benefícios gerados a partir de uma análise físico-química do óleo e outros procedimentos. Continue a leitura.

    Manutenção preventiva em transformadores a óleo: benefícios principais

    • Custo: todo mundo sabe que uma manutenção preventiva é mais acessível do que uma manutenção corretiva. Justamente por isso, vale muito a pena verificar periodicamente o status do óleo utilizado em transformadores.
    • Tempo de uso prolongado: ao realizar a manutenção preventiva em transformador a óleo, você garante o bom funcionamento do equipamento por muito mais tempo, prolongando a vida útil e, com isso, obtendo mais resultados. O custo-benefício é altamente positivo.
    • Produtividade: outro ponto que vale a pena ressaltar é em relação à produtividade da empresa. O que acontece é que a manutenção preventiva reduz consideravelmente as chances de problemas mais graves. Problemas que podem provocar a interrupção do transformador e, com isso, a paralisação em todo o processo produtivo.
    • O que é analisado: uma boa análise físico-química do óleo utilizado nos transformadores pode verificar com precisão alguns parâmetros importantes, como:
      • Rigidez dielétrica: para verificação de possível contaminação do óleo com água, fibras celulósicas, partículas condutoras e sujeira em geral.
      • Fator de potência: indica o nível de deterioração do óleo e também sua contaminação.
      • Cor: a cor do óleo também pode indicar problemas de contaminação.
      • Tensão interfacial: para medição da concentração de substâncias polares, responsáveis pela formação da borra.
      • Índice de neutralização: para medição de ácidos formados por oxidação. Importante ressaltar que um índice de neutralização elevado é um sinal do envelhecimento do lubrificante.
      • Teor de água: quando há muita concentração do teor de água no óleo, maiores são as chances de deterioração química do papel isolante.
      • Densidade: tem o objetivo de identificar se o óleo utilizado no transformador é do tipo naftênico ou parafínico.

    Alto padrão é com a Lorencini Brasil

    Com o know-how de quem atua há muitos anos no mercado, a Lorencini Brasil é referência nacional quando o assunto é precisão em análises laboratoriais. Por aqui, você sabe que pode contar com máximo profissionalismo, como para análise físico-química de óleo utilizado em transformadores. São utilizados modernos equipamentos para garantir o que há de melhor na área e sempre respeitando o prazo combinado com o cliente. A agilidade é uma marca registrada e sempre é acompanhada da qualidade. Em outras palavras, os resultados que você espera são enviados com rapidez e com 100% de certeza. Quer saber sobre preços e condições de cada serviço? Envie AQUI uma mensagem.