Qual o uso?

Todos os campos são obrigatórios
Todos os campos são obrigatórios

Monthly Archive for fevereiro 2012

Documentos: o que guardar e por quanto tempo

Prazo para guardar documentosPassado o início do ano, muitas pessoas vão colocar em prática os planos para alcançar suas metas pessoais, e principalmente se organizar para que todos os prazos sejam cumpridos e que seus projetos sejam realizados da melhor maneira possível, mas não deixando de aproveitar o tempo livre com a família.

Pensando em organização, a LocalBox resolveu escrever sobre um assunto muito recorrente no dia a dia e que é recheado de dúvidas. Por quanto tempo temos que guardar no armário os nossos documentos e notas fiscais? E quais são esses? Há alguma recomendação a respeito?

Para responder todas essas questões, fizemos uma lista dos documentos pessoais mais importantes de serem arquivados e seus respectivos períodos ideais de armazenamento. Vamos a ela?

Quais documentos devemos guardar e por quanto tempo

IPVA, IPTU e Declaração de Imposto de Renda: Estes e todos os outros comprovantes de pagamento de impostos devem ser guardados por 5 anos, começando a contar no primeiro dia útil do ano seguinte às suas emissões.

Contas de Luz, Água, Telefone e Gás: Recomenda-se armazená-lo por no mínimo 5 anos também. Porém, caso o fornecedor te acuse de não ter pago alguma conta que você pagou e não guardou o comprovante, você pode entrar na justiça e pedir a inversão do ônus da prova, ou seja, quem terá de provar que você não pagou é o próprio fornecedor.

Notas Fiscais: Tanto para eletrodomésticos como para qualquer tipo de produto, é importante guardar as notas fiscais não somente pelo período de garantia, mas sim por toda a vida útil dos mesmos. Isso te permitirá reclamar ao fabricante caso encontre algum defeito oculto de fabricação que só se manifestou após alguns anos.

Contratos de Seguro: Cada comprovante de pagamento de uma mensalidade deve ser mantido por 1 ano. Passado esse período, você pode fazer uma reciclagem dos papéis.

Plano de Saúde: O contrato e os pagamentos de planos de saúde devem ser guardados por no mínimo 5 anos caso não haja mudanças no plano. Se houver mudança, a papelada referente ao plano antigo pode ser desprezada, contanto que você já tenha em mãos algum comprovante do novo plano.

Comprovantes de Pagamentos de Aluguel: Devem ser mantidos pelo período de 3 anos, tanto por quem está alugando como por quem é o dono do imóvel.

Comprovante de Pagamento de Condomínio: O recomendado é guardá-los por 5 anos, mas também indicamos que você peça periodicamente um comprovante de que não existem débitos para o síndico.

Prestações da Casa: Se você está pagando mensalmente por sua casa própria, o ideal é manter esses comprovantes também por 5 anos para evitar dores de cabeça.

Mensalidades Escolares: Guarde-as também por 5 anos, pois nunca se sabe quando precisaremos desses comprovantes.

Extratos Bancários: Assim como extratos de seguro-desemprego, pensão ou com saldo de dívidas pagas, devem ser armazenados por 6 anos por garantia.

Vamos limpar os arquivos!

Os documentos que devemos guardar pela vida inteira são essencialmente a certidão de nascimento, certidão de casamento (ou mesmo o julgamento de divórcio), certidões de óbito, testamentos, diplomas, além do RG, CPF, título de eleitor e o CAM (Certificado de Alistamento Militar) no caso dos homens.

Fora isso, passados os prazos que colocamos acima, vamos aproveitar melhor o espaço que possuímos e reciclar o papel. Sempre que possível, pedir comprovantes e notas digitas, ou seja, pela internet, pode ser uma maneira de economizar espaço e contribuir com a natureza. Pois dessa forma, você pode organizar os seus documentos em CDs, HDs externos ou ainda na nuvem (cloud computing), economizando muito mais espaço em sua casa.

Na Localbox você encontra as melhores soluções em Self Storage e Guarda Móveis!

Boa limpeza!

Como conservar roupas e fantasias de carnaval

Como conservar roupas e fantasias de carnavalSeu armário não tem mais espaço para tantas roupas? Suas camisas brancas estão ficando amareladas? Você escolheu alguma camiseta recentemente e teve a impressão de nunca tê-la visto antes?

Não se preocupe, isso acontece com muitas as pessoas. Aquela calça branca que você comprou para o Ano Novo, por exemplo, provavelmente só voltará a usá-la no ano que vem. E aquela linda fantasia de Carnaval cheia de cores e detalhes, com certeza você ficará um bom tempo sem vê-la.

É por isso que no post de hoje, vamos dar algumas dicas de como organizar e guardar as suas roupas, principalmente aquelas que você não usa com tanta frequencia. Planejando um pouquinho melhor a disposição das coisas no seu armário e adotando alguns truques que falaremos a seguir, você com certeza irá ter menos surpresas na hora de retirar aquela peça esquecida no fundo do guarda-roupas.

Dicas para conservar as suas roupas

Sua roupa tem que respirar! Experimente mudar a ordem das coisas dentro de seu guarda-roupa, principalmente das camisas e das camisetas. Pois mesmo se você as organiza por cor, você perceberá que trocando as posições entre elas em pouco tempo estará usando roupas que não usava a meses (e que podem ser muito legais).

O Brasil é um país tropical! Portanto, nosso clima é quente e úmido, o que somado a um ambiente fechado e sem movimento é um paraíso para os fungos e até insetos. Se você não possui ar condicionado em casa, deixe as portas de seu guarda-roupas abertas durante a tarde, pois a ventilação já ajuda a evitar esse tipo de problema.

Combata a umidade você mesmo! Além da naftalina e da sílica, que já ajudam a combater a umidade, você pode fazer pequenos saches com um mistura de folhas e sementes, como arruda, salsa, alecrim e salvia, para espantar as traças e fungos que podem danificar as roupas.

Esvazie o armário! De tempos em tempos, é bom dar uma esvaziada no armário e limpá-lo com terebentina, que é uma resina que serve para eliminar mofo.

Só guarde roupas limpas! Cuidado com perfumes ou sujeira de gordura e coisas do tipo, pois esses tipos de resíduos podem amarelar ou até mesmo estragar o tecido. Portanto, se não é uma peça que você usa constantemente, recomendamos sempre guardar roupas lavadas e limpas.

Utilize cabides de madeira ou de plástico! Principalmente em ternos, jaquetas e blazers, o cabide de metal costuma deixar marcas, ou até mesmo enferrujar e manchar as suas roupas por conta da umidade, não se esquece que todos os itens são complementares.

Saquinhos plásticos não são para todas as roupas! O plástico resseca o couro e camurça, e pode deixar manchas amareladas nos tecidos mais finos, então mantenha essas roupas protegidas com papel de seda.

Como conservar as fantasias de carnaval

Como conservar roupas e fantasias de carnavalFantasias bem guardadas podem durar anos, e com elas ficam as lembranças de cada festa e cada momento especial em nossas vidas nessa época do ano. Portanto, aqui vão três dicas extras de como conservar suas fantasias:

– Se tiverem botões, abotoe-os para que os moldes não percam o formato.

– Nunca dobre-as ou guarde-as logo depois que você as usou, pois provavelmente você dançou, pulou e suou, e a sua roupa ainda deve estar úmida. Lave-as ou deixe-as secando ao sol antes de colocá-las no guarda-roupas.

– As fantasias mais simples, que não necessitam ser penduradas em cabides, podem muito bem ser guardadas em caixas de papelão vedadas com alguma fita adesiva, contanto que a caixa seja colocada em um lugar fresco e arejado.

Bom Carnaval para todos e se preparem, porque agora o ano vai começar de verdade.

Ficou com alguma dúvida sobre como conservar suas roupas e fantasias de carnaval? no Blog da Localbox você encontra as melhores dicas sobre self storage e guarda móveis.