5 dicas para não passar nenhum aperto em sua viagem de intercâmbio

Estudar fora do país é o sonho de muita gente. Seja para fazer um curso de línguas ou um curso de graduação, diversos países no mundo oferecem estrutura e experiências incríveis que ficarão gravadas na sua memória. Ao mesmo tempo, muitas adversidades podem aparecer durante sua estadia – a boa notícia é que você pode estar preparado para todas elas. Confira as dicas do LocalBox e aproveite seu intercâmbio!

hjpohg

Curso

Inúmeros cursos são oferecidos pelas companhias de intercâmbio. Os de idiomas são ótimas opções para aprender uma língua estrangeira e já pôr em prática tudo o que está aprendendo. Para os adolescentes, há a opção de concluir o Ensino Médio ao mesmo tempo em que frequenta aulas profissionalizantes. Para os estudantes que já dominam o idioma local, existem as opções de graduação, pós-graduação ou cursos de especialização acadêmica.

Destino

Muitos fatores devem ser considerados na hora de escolher o seu destino. É preciso ter em mente que você está indo para estudar, mas não quer dizer que não pode se divertir também. Um local com opções de tarefas extracurriculares, e até mesmo com opções de lazer, vai deixar a sua experiência muito mais agradável e rica.

O destino também deve estar sincronizado com os seus interesses profissionais. Alguns cursos podem pesar muito no bolso, porém, deve-se ter em conta todo o custo/benefício de seu intercâmbio, pensando em hospedagem, meios de transporte e alimentação.

Bagagem

Leve somente o necessário para sua viagem de intercâmbio. Coloque em sua mala itens que você tem certeza que usará na sua nova casa. Pesquisar sobre o clima do país de destino também é essencial. Você não vai precisar de um cachecol na Austrália, por exemplo.

Mas o que fazer com as coisas que ficarão para trás? Uma alternativa são os serviços de self storage, uma inteligente solução para pessoas que querem guardar objetos, móveis e documentos com a certeza de que estarão seguros, mesmo se forem ficar longe de casa por muito tempo.

Hospedagem

Uma dúvida que assola os intercambistas na hora do planejamento da viagem é onde ficar hospedado durante os estudos. Existem duas principais opções nesse caso: casas de família e hotéis. A primeira é para quem quer absorver totalmente a cultura do país onde vai estudar. Ficar hospedado na casa de uma família traz a oportunidade de trocar experiências, aprendendo costumes locais, hábitos e ampliando os seus horizontes. No caso do hotel, é para quem prioriza a privacidade e prefere ficar sozinho.

Dinheiro

Tenha em mente o quanto você planeja gastar com sua viagem para não ser pego de surpresa. Escolha fazer o agenciamento da viagem ainda no Brasil e faça projeções em quanto dinheiro será gasto no período de duração do curso. Ter tudo planejado é garantia de que os objetivos darão certo.

Como guardar vestido de noiva

Como guardar vestido de noiva

Uma maravilhosa cerimônia de casamento fica para sempre na memória dos noivos e de todos aqueles que participaram desse momento inesquecível. Descrever os detalhes do evento é, realmente, muito fácil para o casal. Ainda assim, as fotografias e outros detalhes ajudam a eternizar no coração recordações incríveis do tão sonhado dia. O vestido de noiva não é somente um acessório para a festa: essa roupa é muito emblemática e revela um sentimento único em cada detalhe. Por esse motivo, muita gente resolve guardar o vestido de noiva como uma maneira de dar uma forma às lembranças.

Aqui, no blog da LocalBox, já demos algumas dicas para guardar roupas delicadas. Agora, iremos ajudar você a descobrir como guardar vestido de noiva! Confira as nossas dicas!

Lave o vestido após a festa

Considerado um dos protagonistas do evento de casamento, o vestido de noiva é delicado e tem uma beleza exuberante. Por isso, é fundamental tomar muito cuidado para evitar qualquer dano a essa peça. A primeira dica, então, é lavá-lo antes de guardar, pois, mesmo que esteja aparentemente limpo, ele pode estar com algum resíduo de sujeira. No entanto, para vestidos com muitos detalhes, o ideal é contratar um serviço de lavagem a seco em uma empresa especializada.

Cuidados necessários na hora de guardar o vestido em armário

Muita gente acaba escolhendo o guarda-roupa como o local para armazenar o vestido. No entanto, para a organização de armários, são necessários alguns cuidados específicos. Afinal, trata-se de um local com facilidade para umidade, o que pode danificar não somente o vestido de noiva, mas também outras peças e acessórios.

Por isso, é importante apostar em produtos antimofo – que são facilmente encontrados em supermercados – e, também, ter uma capa de tecido para guardar o vestido com muito mais segurança e livre das impurezas.

Vestido de noiva longo: cuidados especiais

Uma dica fundamental para o vestido de noiva longo é evitar guardá-lo dobrado ou enrolado, pois isso poderá marcar a peça e danificar alguns detalhes importantes. Tenha em mãos uma capa específica para vestidos e um cabide para deixá-lo em posição vertical. Dessa forma, é possível garantir a ventilação adequada enquanto estiver guardado, evitando, assim, que ele fique amarelado.

Além dessas dicas, é importante garantir que as peças não fiquem expostas à luz constante, à falta de oxigenação e, também, à umidade. Por isso, uma boa dica para quem não tem onde guardar o vestido é apostar em um self storage como um espaço de armazenamento adequado para esse tipo de vestuário.

Dicas de reforma: como guardar seus móveis

Uma das maiores preocupações na hora de começar uma obra é o que fazer com os seus móveis. Eles podem atrapalhar ou ficar seriamente danificados, tanto em grandes reformas, daquelas em que inúmeros profissionais estão envolvidos e paredes são derrubadas, quanto em pequenas reformas, como pinturas e troca de pisos. Confira dicas para manter seus móveis seguros e você sem dor de cabeça.

Reforma

Um grande aliado na hora da obra ou reforma é o serviço de Self Storage – uma ótima opção para quem precisa de uma solução prática, segura e de baixo custo para guardar móveis, arquivo morto, eletrodomésticos, livros, estoques, coleções, entre outros.
Esse serviço de guarda-móveis funciona da seguinte forma: você aluga boxes de tamanhos variados – normalmente de 5 a 20 metros quadrados, de acordo com sua real necessidade –, com todo o ambiente seguro e monitorado por câmeras 24 horas por dia. Além de toda a segurança, a locomoção dentro dos armazéns é facilitada pelos carrinhos de transporte, e o serviço de Storage garante a qualidade de armazenagem, mantendo o lugar limpo e dedetizado, deixando-o livre de umidade, pragas e mofo. Avaliar se o serviço de armazenamento possui seguro individual por box é essencial para deixar você mais tranquilo e sem dor de cabeça.

self storage

A alternativa, já bastante popular nos Estados Unidos, na Europa e no Japão, cresce 5% ao ano no Brasil, segundo a Asbrass (Associação Brasileira de Self Storage). As pessoas podem armazenar desde poucas caixas, com alguns objetos pessoais, até o mobiliário e itens de uma casa inteira, incluindo sofás e geladeiras. Não há limite máximo de armazenamento por locatário. O serviço não é burocrático e o cliente tem acesso exclusivo ao seu box, possuindo a chave do cadeado.
Usualmente, essa alternativa é utilizada por pessoas que vão reformar seu imóvel e precisam guardar seus móveis em um local seguro. Porém, também é procurada por pessoas que vão se mudar para casas menores ou viajar por um longo período e se desfazem de seu imóvel, além de empresas que mudam a localização de seu escritório ou que vão reformar sua sede.

Descubra como guardar documentos importantes

Muitas pessoas ficam receosas em jogar documentos importantes fora. Mesmo que passem meses e anos, e a importância de tal documentação se torne nula, montes de papéis são mantidos. Mas e quando isso se torna um problema e não há mais espaço em sua residência ou em seu escritório? Descubra onde armazenar documentos e mantê-los seguros.

Como guardar documentos

Muitas destas papeladas, sejam do governo ou de prestação de serviços, devem ser guardadas para caso de problemas legais. Além disto, existe um período predeterminado pela lei que indica por quanto tempo um comprovante é válido ou tem que ficar guardado para qualquer problema de fiscalização. Segundo a Fundação Procon-SP, documentos como IPTU, IPVA e declaração de Imposto de Renda devem ser guardados por no mínimo cinco anos. Outros comprovativos, como o informativo de depósitos do FGTS e contratos de seguro, devem ser mantidos seguros por pelo menos 30 anos.

Muitas empresas também não possuem o espaço necessário para armazenar estes itens e acabam guardando de forma desorganizada arquivos importantes. Mesmo que depois de um tempo os comprovantes pareçam não ter mais tanta importância, mantê-los em ordem e bem armazenados para fácil consulta é crucial para que tudo continue correndo bem.

Quando isso vira um problema e guardar arquivo morto se torna uma dor de cabeça, cabe aos serviços de Self Storage agirem. Muito popular nos Estados Unidos, Europa e Japão, a alternativa vem ganhando terreno nos Brasil nos últimos anos.

O Self Storage é um serviço de armazenamento de objetos, móveis e documentos em boxes de dimensões variadas de acordo com o tamanho de sua necessidade. Manter a organização de arquivos mortos é fundamental para o bom funcionamento de uma empresa ou para a checagem de contratos. O serviço mudou a forma de armazenagem correta e organizada desses itens. Além de ajuda em ganho de espaço no seu imóvel ou empresa, a armazenagem contribui para a catalogação e para o gerenciamento de documentos, onde você pode acessá-los com facilidade e praticidade.

Como guardar documentos em segurança

Existem medidas que são essenciais para manter o arquivo morto bem organizado em um self storage. Veja estas três dicas:

  • Faça uma classificação dos arquivos
  • Classificar seus comprovantes é uma excelente alternativa para saber quando eles podem ser descartados. Por isso, algumas certificações como contrato de compra e venda, por exemplo, devem ser consideradas como “permanentes-vitais”, ou seja, precisam ser mantidas em segurança por um prazo indeterminado. Já outros documentos, que possuem uma validade determinada, podem ser classificados como “temporários”.

  • Estabeleça uma forma de identificação
  • Guardar os arquivos em pastas catalogadas e com algum critério de identificação é a melhor maneira para evitar confusões durante eventuais consultas ao seu material. Catalogá-los por ordem alfabética ou por data, por exemplo, é uma metodologia de identificação eficiente.

  • Digitalize seus arquivos
  • Manter os arquivos físicos em perfeitas condições é fundamental. No entanto, todo o tipo de garantia deve ser levada em consideração. Por isso, a digitalização de seus comprovantes e contratos também é uma excelente alternativa de segurança.

    Com essas medidas fica muito mais fácil manter o seu espaço bem estruturado e garantir que seu arquivo-morto fique bem preservado. Para ficar sabendo de mais dicas como essas, fique de olho nas novidades do blog da LocalBox!

    Dicas para conservar chocolates para a Páscoa

    Chocolate Easter Eggs Over Wooden Background
    A Páscoa está chegando e, nessa época, muita gente começa a fazer ou comprar ovos de chocolate. Seja para comercializar ou para presentear alguém especial, a produção dos ovos artesanais é uma prática muito comum hoje em dia; porém, para manter os chocolates com o mesmo sabor e textura da época em que foram fabricados até a data comemorativa, é importante que eles sejam armazenados adequadamente.

    Pensando nisso, separamos dicas fundamentais de como deixar o chocolate perfeito para a Páscoa. Confira!

    Atenção ao prazo de validade

    A conservação dos ovos de Páscoa convencionais seguem algumas regras básicas que serão tratadas a seguir. No entanto, para produzir ovos de chocolate de colher, ou seja, aqueles que são totalmente recheados — ou mesmo aqueles que são recheados e cobertos com outra camada de chocolate —, é importante levar em conta que o recheio e o chocolate possuem um tempo de validade diferente.

    O ovo de Páscoa simples e artesanal, quando bem conservado, dura cerca de 30 dias. Já os que recebem algum tipo de complemento – como recheio de prestígio ou de brigadeiro, por exemplo – duram cerca de 7 dias, contando a partir do momento em que o recheio é feito. Por isso, é importante não deixar passar esse prazo até a data em que o produto será consumido. Uma dica é produzir o ovo de chocolate com antecedência e somente recheá-lo quando estiver próximo da data comemorativa.

    Não use a geladeira para armazenar o chocolate

    Muita gente acredita que armazenar o chocolate na geladeira é a maneira mais eficiente para garantir a sua preservação. Mas, utilizar esse equipamento de resfriamento não é a melhor maneira para preservar o sabor do chocolate e garantir que ele fique tão gostoso quanto no mesmo dia em que foi produzido. O resfriamento muda as propriedades do chocolate, pois a umidade tende a fazê-lo perder parte do sabor e do aroma, além de deixá-lo com um aspecto esbranquiçado.

    Fuja do calor

    O chocolate é muito sensível ao calor e ao frio, por isso, a recomendação é que permaneça a uma temperatura em torno de um mínimo de 20º a um máximo de 25º graus. Em dias de calor intenso isso pode ser um pouco difícil – por isso, vale a pena encontrar um local de armazenamento com essa temperatura. Recorrer a um espaço de armazenamento apropriado como um Self Storage com certeza é a maneira mais segura, pois assim a temperatura se manterá constante.

    Escolha a embalagem adequada

    Para evitar a entrada do ar e da umidade, e também o contato com outros alimentos, é importante manter os chocolates bem embalados, de preferência utilizando papel filme ou papel alumínio, e guardados em uma caixa de papelão.

    Com essas medidas, fica muito fácil garantir que os seus ovos de Páscoa permaneçam bem saborosos até a data. Para encontrar mais informações sobre soluções de armazenamento, fique de olho nas novidades da LocalBox!

    Invista na organização de armários para o outono

    Organização de armário

    O verão vai chegando ao fim e mais um outono se aproxima – e, com certeza, você já está pensando nos dias que aos poucos começam a esfriar nessa temporada, além daqueles casacos que eventualmente vai precisar tirar do armário. Em muitos casos, a desorganização vai dificultar muito a sua vida, especialmente se os itens de verão ainda estiverem atrapalhando e ocupando um grande espaço no seu armário – não só vestimentas, mas acessórios e até itens de praia. Uma pequena faxina e reagrupada nos itens do seu armário ou closet vão garantir o clima para uma nova estação nos próximos meses, para que você possa aproveitar o aconchego que o frio nos dá nesse período. Algumas dicas simples vão ajudar na missão, especialmente se você dispõe de um espaço de Self Storage para guardar o que precisa. Contando com esse espaço extra, você consegue ter em mãos tudo o que precisa com mais praticidade e rapidez.

    Roupas

    Os primeiros itens que merecem ir para o fundo do guarda-roupa ou ainda serem armazenados em outro lugar são as peças de vestuário. Com o frio se aproximando, é necessário trocar as roupas de calor pelas de frio, ou seja, alguns itens como roupas para praia e piscina, e também cangas ou toalhas, não serão necessários nessa estação. Sempre tenha o cuidado de guardar os tecidos delicados com mais atenção, para não amassar ou prejudicar o material. Além disso, existem peças que precisam de um espaço arejado, para que não se amassem ou adquiram manchas. Embalar a vácuo é uma excelente opção, garantindo mais espaço para guardar o que você precisa e livrando algumas gavetas para os itens de outono e inverno.

    Roupas de cama

    As roupas de cama também mudam conforme as estações. Para saber como organizar o armário do quarto, basta pensar no que você usa com mais frequência. É claro que os jogos de lençóis precisam sempre estar à mão, mas mantas mais leves ficam ao fundo e cobertores mais pesados são trazidos para frente. As embalagens a vácuo também são muito úteis, mas lembre-se de tirar tudo com antecedência para arejar as peças antes de o inverno chegar.

    Sapatos

    Os sapatos podem ficar armazenados nas próprias caixas, desde que elas possuam furos e espaços para ventilação – especialmente no caso de tênis e sapatos fechados, que precisam ser guardados em um espaço ventilado, livre de umidade e de exposição ao sol. Antes de usar as botas nessa estação, por exemplo, limpe-as bem tanto na parte externa quanto na interna. Use apenas um pano ou flanela delicados a seco, sem adicionar nenhum produto. No caso dos sapatos fechados ou sandálias mais estruturadas, vale a pena inserir um pedaço de papelão na parte interna para garantir que os calçados fiquem retos e não se dobrem ou amassem.

    Cozinha

    Nos armários de cozinha, a organização fica ainda mais fácil: não há segredo nenhum em como organizar o armário de cozinha. Diminua a potência do refrigerador para garantir a economia no armazenamento dos alimentos nos dias mais frios. Mesmo com temperaturas mais baixas, ainda se deve ter cuidado com alimentos guardados fora da geladeira. Guarde os itens de verão nas prateleiras mais altas – é o caso de utensílios para sorvetes e milkshakes. Por fim, o cuidado com os alimentos deve se manter durante todo o ano, embora seja menos do que no verão; cubra sempre e evite qualquer problema.

    O que você vai usar

    Monte uma lista básica com os itens que você vai precisar durante essa estação. Esses elementos precisam estar mais perto de você e também mais acessíveis para usar. Deixe o que você não usa no guarda móveis e retire de lá objetos para aquecimento e cobertores mais pesados. Opte também pelos organizadores de armários em casa para facilitar o processo de limpeza e aplicar sua lista de maneira mais simples. Assim, um outono aconchegante e um inverno quentinho, repleto dos itens de que você precisa, te aguardam.

    Praticidade do Self Storage: espaço de mais ou de menos

    self storage

    Hoje em dia, passa-se pouco tempo em casa: com trabalho e lazer, é muito comum estarmos mais em estabelecimentos públicos do que em nossas residências e, por consequência, algumas residências são usadas apenas para dormir e guardar móveis e pertences. A vida corrida, principalmente nas grandes cidades, transforma estes espaços particulares – ou seja, por passarmos pouquíssimo tempo neles, a necessidade de ter imóveis espaçosos é quase inexistente.

    Embora os ambientes residenciais venham diminuindo cada vez mais, a quantidade de itens que possuímos continua a mesma. Dessa forma, é bastante frequente a falta de espaço para guardar mobílias e até objetos menores que não usamos com regularidade, mas que ainda merecem ser preservados. Pensando nisso, existe o conceito de Self Storage , que traz aos clientes o espaço de que eles precisam com muito mais privacidade e menos burocracia.

    O que guardar em um self storage?

    O diferencial de um self storage é a variação do espaço disponível aos clientes. São boxes de diversos tamanhos, que podem acomodar uma quantia mínima de objetos ou até móveis e eletrodomésticos de grande porte. Por isso, é ideal para projetos pessoais e para dar apoio a empresas: são diversas as situações que eles podem contornar em ambos os casos, por serem muito funcionais.
    Então, independente do volume que os itens ocupam, ter um box em um self storage é uma escolha assertiva. Ademais, a praticidade de poder acessá-lo sem nenhum incômodo e com muita segurança, faz com que até itens sazonais, como cobertores pesados de inverno e itens de praia para o verão, possam ser armazenados com tranquilidade. De todo modo, tudo o que você deseja preservar – de objetos que necessitam de cuidados especiais àqueles que não precisam de muita manutenção – pode ser alocado em um self storage.

    Conceito inovador

    Por aqui, preocupações com as contas a pagar todo mês e a burocracia na hora de alugar um imóvel passam longe. Tudo isso já é um enorme passo na praticidade, especialmente se você pensar em toda as horas gastas na papelada. A economia também está presente em contratos mensais, assim, você só paga pelo tempo que usar sem precisar ficar atrelado a esse espaço.

    A segurança do espaço também tem se destacado como um dos diferenciais. Afinal, a Local Box é estruturada para receber seus bens com segurança. Você terá uma chave para o box que garante o acesso exclusivo aos itens que você armazena. Sempre contando com localizações centrais que facilitam a sua logística e tornam o acesso muito prático e rápido. Sem contar no cuidado de selecionar regiões livres de enchentes e outros problemas da metrópole. Basta conhecer para se encantar com essa nova tendência.

    Conheça mais sobre os tipos de armazenagem

    Ensuring the order is ready for shipping

    Se você tem um negócio, com certeza a armazenagem é um dos principais pontos na lista de preocupações e gastos. O estoque é um item de extrema relevância ao pensar no planejamento de diversos tipos de negócio. Com o crescimento do comércio virtual, essa importância cresce ainda mais, fazendo com que a logística e as estratégias de entrega se tornem elementos cruciais para ter sucesso no mercado. Para entender mais sobre o tema e ainda ficar por dentro de opções vantajosas entre os variados tipos de armazenagem, dê uma olhada nas dicas que separamos:

     

    Depósitos próprios

    Essa opção requer um investimento grande e com certeza demandará muitos gastos. Em geral, esse tipo de armazenagem está presente apenas em empresas e marcas grandes que dispõem de um bom espaço para guardar todo o estoque. Nesse caso, os processos são gerenciados pela empresa proprietária da mercadoria. Ou seja, há também um trabalho maior para gerir a logística e até mesmo os sistemas de manuseio dos materiais para garantir o controle de fluxo e caixa. Assim, tudo precisa ser resolvido internamente pela própria empresa, o que pode se tornar uma dificuldade.

     

    Armazém Geral

    Os armazéns gerais são uma saída adotada por uma série de empresas de logística. É possível até mesmo contar com depósitos refrigerados e temperaturas baixas para alimentos congelados. Nesses ambientes são armazenados até mesmo medicamentos e produtos químicos que exigem baixas temperaturas. Essa opção é perfeita para larga escala e, no caso de depósitos alfandegados, há um licenciamento pelo governo para armazenar produtos antes do pagamento de impostos ou direitos alfandegários.

     

    Depósitos contratados

    Combinando as principais características dos dois tipos de armazenagem citados anteriormente, os depósitos contratados garantem máxima eficiência e flexibilidade. Tudo isso reflete mais praticidade na vida dos empresários, que conseguem garantir o serviço de alta qualidade e a logística para entregas a tempo e com custo menor. Esse ramo vem crescendo cada vez mais no Brasil, especialmente, pelas vantagens e economia de escala, e os benefícios crescem ainda mais na armazenagem logística e no aluguel de espaços com diferentes tamanhos. É o caso do self storage, que traz mais independência e as melhores condições no espaço que você precisa para armazenar tudo.

     

    Mudança sem bagunça: confira 5 dicas

    Young couple moving into new apartment

    Mudar de casa pode parecer uma grande missão para muita gente, especialmente, por causa da bagunça e do trabalho envolvido em todo o transporte e arrumação. No entanto, com dicas de mudanças especiais, você já pode considerar essa missão como cumprida. E tudo isso sem estresse ou cansaço, garantindo que tudo chegue intacto e nada se perca no caminho. Você garante também mais praticidade e organização, sem o desgaste de procurar por algum item perdido.

     

    Faxina

    Antes de mais nada, invista na faxina da casa nova. Deixe tudo limpo e o espaço livre para que as caixas sejam acomodadas sem problemas. Pense também nas áreas de passagem, retirando móveis e também permitindo que até itens maiores, como armários, consigam passar com tranquilidade. A faxina para entrar na casa nova merece até mesmo aquela atenção redobrada nos pequenos cantos e uma boa lavagem do piso para começar uma nova fase nesse espaço.

     

    Malas

    Use suas malas a seu favor. Elas são perfeitas para o transporte das suas roupas, sapatos e acessórios. O melhor de tudo é que você garante que tudo esteja protegido e em segurança. Quando chegar na casa nova, já providencie a lavagem de alguns itens. O ferro será seu melhor amigo para passar todas as roupas e deixar tudo pronto para uso.

     

    Identifique as caixas

    Antes de sequer sair da casa antiga, prepare as caixas de acordo com cada cômodo, assim fica mais fácil de posicionar já na hora de transportar e deixar tudo em seu devido lugar. Se você for ainda mais organizado, vale a pena separar as caixas por categoria e listar o conteúdo na parte de fora. Dessa forma, fica mais fácil sinalizar os itens mais frágeis e aqueles que podem ser empilhados sem problema.

     

    Guarda móveis

    Uma das soluções mais práticas para quem busca espaço e facilidade nas mudanças residenciais, os guarda móveis são perfeitos para a fase de adaptação. Afinal, nem sempre os prazos conseguem ser encaixados para garantir que sua casa nova esteja pronta na hora que você for deixar o lar antigo. Você consegue guardar tudo provisoriamente e pelo tempo que precisar, sem ficar atrelado a contratos ou deixar seus bens na casa de parentes ou amigos.

     

    Prioridade

    Na ordem de prioridade, coloque sempre os itens de primeira necessidade na frente. Por isso, abra sempre as caixas com toalhas, roupas e itens básicos de cozinha primeiro. Deixe para depois objetos como louças mais elaboradas e a decoração – esses itens podem ser organizados aos poucos ao longo da semana. Isso facilita muito na organização de mudanças e permite que você já aproveite os primeiros dias no novo lar.

    Como guardar sapatos de couro?

    Men's dress shoes lie together in closet.  No people.

    O couro é um dos materiais mais refinados do mundo da moda. Ele está presente em roupas, acessórios e especialmente nos calçados de luxo. Quem tem um bom item de couro sabe da durabilidade e da qualidade que esses produtos têm, além do custo alto na hora de comprar. É por essa e tantas outras que o cuidado com eles deve ser redobrado, afinal, a pior coisa é perder um objeto de couro só porque você não soube guardar bem. Caso ele seja bem armazenado, o calçado de couro será seu companheiro por décadas. E não há mistérios: basta seguir algumas ideias para guardar sapatos e ficar com a consciência limpa.

     

    Tipos de couro

    Antes de mais nada, é preciso saber diferenciar os tipos de couro, e também se o item de couro que você possui é realmente natural e não artificial. O couro sintético é mais leve e mais barato que o couro natural, exigindo também menos cuidados. A atenção também deve ser diferente no caso da camurça, nobuck, couro de cobra, couro de crocodilo e couro com verniz. No caso da camurça e nobuck, a limpeza deve ser feita com uma escova de cerdas macias, para retirar a sujeira e pelos. Já no caso do couro de crocodilo, cobra e com verniz, a melhor alternativa é uma flanela bem suave e sem adição de qualquer produto. Assim você evita que eles sejam danificados ou acabem sendo riscados por alguma escova.

     

    Evitar

    Tenha sempre em mente a regra: couro e água não se dão bem. O couro se degrada com a umidade e a presença de água; por isso, não deixe nunca os calçados de molho. Para a limpeza, sempre use um pano limpo e seco, retirando o pó e a sujeira. Uma boa maneira de garantir a sua conservação é também evitar usá-los por dois dias consecutivos. Deixe-os sempre descansando em um lugar fresco e use-os apenas no dia seguinte, para evitar que o suor acabe gerando fungos.

     

    Cuidado com a limpeza

    A limpeza dos sapatos não deve ser feita nunca com água ou produtos químicos. Não use produtos como sabão, detergentes ou desinfetantes. Caso você molhe sem querer, deixe secando naturalmente na sombra. De modo algum opte pelo secador de cabelos, máquina de secar ou deixe pendurado atrás da geladeira. A melhor maneira de garantir um visual de como o calçado tivesse acabado de sair da loja é hidratar o couro. Isso pode ser feito esporadicamente e deve ser executado depois que os sapatos estiverem bem limpos. As melhores opções são produtos específicos para o couro, mas você pode também usar o hidratante corporal.

     

    Ao guardar

    A maneira de guardar sapatos de couro é também muito importante. Se você deixá-los amassados ou sob outros calçados, as marcas podem ser permanentes. Não amasse a sola ou a estrutura do seu calçado, não o entorte e sempre mantenha o sapato livre de qualquer pressão. Aproveite as caixas que vieram da loja para proteger e guardar tudo com segurança e cuidado. As botas, por exemplo, não podem ser dobradas e um suporte interno de papelão ajuda a mantê-las de pé.

     

    Ambiente

    Por fim, o mais importante. O ambiente em que você guarda seus objetos de couro é um detalhe que não pode ser negligenciado. É preciso evitar a umidade e a exposição ao sol, que são os principais fatores que degradam o visual do couro natural. Uma alternativa excelente para armazenamento é optar pelo self storage para guardar diversos itens de couro e objetos pelo tempo que você precisar. Isso também pode ser aplicado para as empresas, que podem desfrutar do espaço para manter um estoque de mercadorias seguro e com boas condições para guardar os produtos em couro. Os espaços permitem ter ideias criativas para guardar sapatos economizando espaço e garantindo mais praticidade na sua rotina.

     

    Página 1 de 1612345...10...Última »